Tutorial – Como Planejar Viagens

Chega o fim de ano, sobra um dinheirinho e o destino dele para grande parte das pessoas é sempre o mesmo: viagens! É claro, viajar é sempre bom, mas como planejar uma viagem para não ter nenhuma surpresa? Aqui vão alguas dicas.

  • Planeje sua a viagem com antecedência, com isso consegue-se economizar em tarifas aéreas e às vezes até em hotéis. Alguns meses antes, comece a aplicar dinheiro para a viagem. (Parece que essa dica chegou um pouquinho atrasada, não? rs)
  • Pesquise na internet que, com a sua infinidade de sites, oferece opções de pacotes e roteiros para todos os bolsos e gostos.
  • Busque as melhores opções em guias especializados. Nestes casos os próprios autores já dão diversas dicas, inclusive quando a questão for economizar.
  • Evite “picos de alta temporada”. Procurar viajar na “baixa”, com tarifas de hotéis e vôos mais baratos.
  • Quando for escolher a agência de viagens a ser contratada, informe-se no PROCON sobre a existência de processos contra e empresa, e busque informações sobre as suas condições financeiras. No caso de empresas grandes, até a cotação das ações no mercado pode indicar perigos de falência ou concordata.
  • Desconfie de pacotes com preços muito abaixo dos praticados no mercado. Em geral, esses pacotes acabam não cumprindo tudo o que prometem.
  • Ao se planejar financeiramente, deixe um bom dinheiro reservado para imprevistos, cancelamentos etc. Nunca viaje com o dinheiro contado.
  • Providencie óculos e outros aparatos necessários extras, pois ficar sem eles pode causar grandes transtornos.
  • Prepara-se fisicamente para a viagem, principalmente se tiver que caminhar muito, subir morros, etc: faça uma dieta preventiva e comece a praticar alguma atividade física leve, caso esteja sem se exercitar a algum tempo.
  • Se a viagem parecer mais cara do que você pode pagar, não se arrisque: opte por um roteiro mais barato. Afinal, os imprevistos sempre acontecem.

Viagens Internacionais

  • Antes de mais nada, informe-se sobre os costumes, as leis e as condições de visto de entrada para turistas no país que pretende visitar. A maioria dos países exige visto, que deve ser obtido nos consulados instalados no Brasil. Providencie com toda a antecedência a regularização do passaporte e os cartões de crédito internacionais.
  • Verifique a legislação do país quanto a aluguéis de carros, celulares e outras necessidades. Se você pretende dirigir no país visitado, solicite no Detran de sua cidade a Carteira Internacional de Habilitação.
  • Providencie autorizações de viagem internacional para os menores de idade. Menores desacompanhados, ou mesmo acompanhados de apenas um dos pais, precisam ser liberados pela Justiça e pela Polícia Federal.
  • Providencie o endereço do consulado brasileiro de cada país que pretende visitar, pois esses endereços nem sempre são fáceis de encontrar.
  • Faça exames médicos e compre todos os remédios necessários. Lembre-se também de levar a caixinha do remédio e receita (de preferência, traduzida para o idioma do local visitado).
  • Não aceite encomendas difíceis de seus amigos. Em geral, tais encomendas dão trabalho e gastos extras. Faça planos internacionais de saúde, pois uma eventualidade médica pode não apenas estragar sua viagem, mas também acabar com a sua poupança.
  • Faça uma procuração em nome de um familiar que vai ficar no Brasil, para o caso de você ter algum problema durante a viagem.

No aeroporto

  • Para não perder o vôo, chegue sempre com uma hora de antecedência nas viagens nacionais (salvo quando for solicitado outro horário de antecedência) e duas horas para viagens internacionais.
  • Faça o check-in (apresentação ao balcão da companhia aérea) assim que chegar ao aeroporto. Desta forma você pode garantir seu lugar no avião, caso haja overbooking – venda de maior número de assentos do que a capacidade do avião –, e despachará as malas, ficando livre desse “peso.”
  • Se você perder o avião, dirija-se ao balcão da companhia aérea, remarque seu bilhete – algumas companhias cobram multa de no-show (não embarque) – e aguarde o próximo vôo. Os vôos charters – não regulares – não dão direito à remarcação do bilhete, ou seja, “se perder, perdeu”.
  • Tenha à mão uma fotocópia do bilhete e o telefone da agência onde você o adquiriu, pois em caso de perda ou roubo você pode cancelá-lo no balcão da companhia e apresentar a fotocópia. Peça auxílio ao seu agente de viagem.
  • Guarde sempre o tíquete de despacho da bagagem, pois é o único comprovante que lhe assegura algum reembolso em caso de perda ou extravio. Se você puder, faça um seguro de bagagem.
  • Ao chegar ao seu destino, no momento que pegar sua bagagem na esteira do aeroporto, verifique se está do jeito que foi deixada no balcão da companhia aérea. Se houver alguma irregularidade, comunique imediatamente à companhia, para pedir indenização.

Então, é isso aí! Não se esqueça dessas dicas, para não ter dor de cabeça depois; E aproveite ao máximo sua viagem! Não se esqueça da câmera digital (e nem se esqueça de levar a bateria dela, como a autora desse texto já fez uma vez o.O) =]

Fonte: Organize sua Vida

Post por Taísa Gonçalves.

Esta entrada foi publicada em tutorial com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s